PALAVRA ÀS MULHERES

A história se repete

Quando criança minha avó sempre dizia que a moda ia e voltava, nada era novo, o que se fazia era acrescentar mais um detalhe ou outro. E durante meus 49 anos pude observar que ela tinha razão. Analisando a criação da mulher, vejo que assim também acontece. A mulher ficou marcada pelo ato de desobediência de Eva. Em Gênesis 3:1-6 relata como a serpente (Satanás) aflorou a rebeldia do coração de Eva e, então, juntamente com Adão desobedeceram a ordem de Deus.

O pecado (desobediência) deles trouxe como consequência: a morte (física e espiritual). Mas, a consequência mais triste de todas, ao meu ver, foi que não iriam mais receber a visita de Deus todas as tardes no Jardim do Éden, e pior, foram expulsos do Jardim, separados do seu Criador! É claro que a rebeldia deles gerou muitas outras consequências, veja em Gênesis 3:13-24.

O grande problema é que nem sempre sofremos as consequências do nosso pecado logo após cometê-lo (Eclesiastes 8:11); como aconteceu com Adão e Eva. Eles não provaram a morte física imediatamente depois de terem desobedecido a ordem de Deus. Mas, como Deus é fiel e justo em cumprir a Sua Palavra, chegou o dia em que eles morreram.

A mulher foi criada por Deus para ser ajudadora idônea do homem (auxiliadora competente, alguém que está junto, alguém que está ao lado de – alguém sempre pronto para ajudar (Gn.2:20-22), e isto não mudou. Deus não mudou, continua querendo que a mulher seja auxiliadora do seu esposo. Como foi escrito por nosso irmão Paulo, que a mulher seja submissa ao seu esposo (Ef.5:22). No dicionário, sinônimo de submissão é: dependência e conformidade. Concluímos então, que a mulher deve ser dependente do homem e aceitar estar de acordo com ele, pois o homem foi criado por Deus para ser cabeça (autoridade) sobre a mulher. Mas isso não tem acontecido. A grande maioria das mulheres atualmente pelo fato de trabalharem, ganharem seu próprio dinheiro, não aceita a submissão (obediência, dependência) do marido. E basta olharmos para as famílias dos nossos dias para vermos as consequências da insubmissão: famílias disfuncionais, meninas, jovens e mulheres desobedientes, altivas, não sujeitas aos seus pais, líderes, esposos...

Satanás continua fazendo a mesma coisa que fez com Eva, tentando a mulher para ser independente de seu esposo e consequentemente de Deus. Ele continua intentando destruir o projeto maravilhoso de Deus que é a família. E muitas vezes tem conseguido. Por isso, precisamos abrir nossos olhos, despertar enquanto ainda existe vida, porque se ainda há vida, há esperança. Nós temos duas escolhas: ou damos ouvidos à Palavra de Deus e fazemos aquilo que Deus nos manda fazer, ou damos ouvido às insinuações de Satanás e desobedecemos ao nosso Amado Senhor! Mas não se engane, se você não obedece a Deus, quem você acha que está obedecendo? Responda para você mesma.

 

Irª. Lucilene - Ramá –Petrópolis

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg