Testemunho

 No ano retrasado sentia fortes dores na cabeça, nos dentes e no rosto. Comecei a investigar, mas não conseguia nenhum médico que chegasse a um diagnóstico. Então, fui encaminhada para um local onde somente havia profissionais qualificados. Lá encontrei um Neurologista que resolveu me ajudar, atendendo no seu consultório. Ele diagnosticou como “nevralgia do trigêmeo”. Uma pessoa dentre 1000 pode desenvolver essa doença, por motivo desconhecido e sem cura. Existe tratamento para minimizar a dor, porém, não há cura. Tive 2 crises tão fortes que pensei que fosse morrer. Se um dente dói muito quando não está bom, imagina todos os dentes, o rosto e a cabeça. Tomei muitos medicamentos, e não sentia alívio. Vivia com semblante triste, mas não reclamava.

Perdi 6 dentes, quebrando ao dormir e o dentista falou que eu teria que extrair outros, porque tinha uma lesão grande e perda óssea. Saí do consultório pensando como ficaria sem os dentes... Tomei medicamentos, fiz canal e... Nada! Decidi então, orar e acreditar. A última consulta foi em dezembro, e eu deveria fazer uma ressonância na boca para ver se havia algo que o raio-X não estava mostrando. Não fiz. Mês passado, fui procurar o dentista e ver minha situação. Fiz um raio-X e o dentista ao ver o resultado, disse que a lesão tinha regredido, que o osso havia calcificado e que ele nunca tinha visto isso antes. Perguntou se eu tinha certeza que aquele era o meu raio-X. Eu disse que sim, ele falou que nunca tinha visto algo assim, porque é quase impossível. Eu disse a ele que para Deus nada é impossível, que eu tinha pedido a Deus que me curasse e ele respondeu: - Eh! Então, foi Deus mesmo!

 

Irª.Andréa

Ramá - Petrópolis

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg