HOMENS

Desistir – O verbo que Deus não conjuga

 

    

   

 

 

     Não importa onde tenhamos ido no nosso desespero ou nosso pecado. Deus vai ao nosso encontro e nos traz de volta. Não importa que a libertação de um vício nos pareça impossível. Deus nos liberta. Não importa que o conflito instalado na nossa casa nos afaste um dos outros, com separações dramáticas. Deus nos ama a ponto de ligar de novo o que estava desligado. Não importa que a enfermidade seja considerada sem cura. Deus intervém e restabelece a saúde. Não há nada impossível para Deus (Gênesis 18:14; Jeremias 32:17). O que temos de fazer é orar, confiantes de que Deus agirá segundo o amor Dele e a vontade Dele para nós. Ele é movido pela compaixão. A história de Israel mostra que Deus jamais desiste das pessoas. Israel não tinha qualidades para ser amado, mas era amado por causa da virtude de Deus. Podemos considerar a nossa vida e nos perguntar o que há em nós para Deus não desistir de nós.        

    Talvez nós mesmos já tenhamos desistido de Deus. Ele não age assim por causa da misericórdia. Merecemos que não nos ame mais, mas Ele nos ama ainda mais. Crendo e confiando assim, veremos Deus fazer o que não somos capazes de ver. Ele, de fato, faz por nós e em nós muito mais do que podemos pedir ou imaginar (Efésios 3:20).

 

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

genesis-1814-5a43aee5ae565-estampa-301-6
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg