O CAMINHO DA FELICIDADE

 

    Queria deixar essa meditação para as mulheres. Creio que deva ser assim o nosso agir como mulheres cristãs: a prática do bem. Não buscar a sua felicidade, mas buscar fazer o outro feliz. Não sei se com vocês é assim, mas quando avalio a minha vida, vejo que sou mais feliz ou pelo menos, tenho paz; quando sinto que produzi alguma satisfação, algum sentimento de alegria no outro, quando ajudo e sou útil para alguém. Concluo que servir, ser serva é assim, ver a alegria e contentamento no outro. Sendo servos (as) assim, somos livres, pois usamos da liberdade para servir ao outro.

    Em Lc.9:23 está escrito: "Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me”. Jesus, nosso maior exemplo e, pelo qual almejamos e pelo qual queremos imitar, já dizia que temos que negarmos a nós mesmos para segui-Lo. E segui-Lo, é buscar ser semelhante a Ele (Jesus). O que Jesus tem de sobra é o amor por nós.Que possamos ser como Jesus: misericordiosos, humildes, não pagando mal por mal ou injúria por injúria, refreando a língua do mal, não falando dolosamente, apartando-se do mal, sendo paciente, benigno, buscando a paz e amando o próximo.

    Nós, mulheres, esposas e mães devemos levar esse conhecimento de como é Jesus para o nosso dia a dia, para edificarmos nosso lar: praticando o bem, principalmente no lar, com a família; isto para cumprirmos a Palavra do Senhor que diz que a mulher sábia edifica o seu lar (Pv:14:1).

 

 Irª. Nádia

Ramá – Petrópolis

a-5.png
240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg