Dia de Faxina 

 

   

 

“Portanto, nós também que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, o autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”  (Hebreus 12:1 e 2).

    Já parou pra pensar em tudo que você, mulher, vem acumulando ao longo de sua vida? Em sua casa, em seus armários, no seu guarda-roupas... Sabemos que precisamos parar de vez em quando para colocar tudo em ordem. Mas, às vezes, só de pensar no trabalho, desanimamos... ou simplesmente não conseguimos nos organizar ou parar tudo, e começar a FAXINA!      

            Agora, e dentro de você? O que você vem acumulando? Amargura, ressentimentos, dúvidas, tristezas, decepções... O que mais?

    Percebi que precisava fazer uma faxina em mim! Precisava jogar fora alguns pensamentos indesejáveis, cuidar de alguns tesouros que já estavam enferrujando. Tirar do fundo das gavetas lembranças que não uso e que não quero mais. Precisava jogar fora alguns sonhos, algumas ilusões...

    Talvez hoje, você, mulher precise jogar fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que você nunca leu. Então, hoje é o dia, de você tirar tudo de dentro do teu armário e jogar no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras que nunca queria ter dito, mágoas, lembranças de um dia triste, e de noites que não pôde dormir...

    Pegue um saco de lixo e se desfaça dos restos daquilo que você pensou que era amor... Pegue na prateleira de cima aquelas palavras cheias de mágoa, e jogue fora também. Outras coisas que ainda te ferem, coloque num canto, para depois ver o que fazer com elas, se necessário for, mande-as para o lixo também.

    Agora, vá até aquele lugar onde ficou perdido tudo o que era mais importante: a fé, a alegria, o amor, os sorrisos, as palavras gentis... Arrume com carinho, e deixe-as na prateleira das tuas metas, deixe-as à mostra, para não perdê-las de vista. Pendure bem à tua frente, a tua capacidade de amar e recomeçar!

    Celebre a Páscoa, a Pessach... A passagem! Passe por cima de tudo o que te aprisionou por tanto tempo. Hoje é dia de libertação, seja livre em Cristo Jesus! Que Deus te abençoe!

   “Portanto tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, mas antes seja sarado. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” Hebreus 12:12-14.

Irª. Ana Paula C. Corrêa

Ramá – Nova Friburgo

240819-uTbUsOQtPDd4H.jpg